quinta-feira, Abril 23

Porno Tuga Geodésico

Movido por curiosidade cinéfila e pela erecção que há um par de horas me fez sacar porno e evocar esmegma, estive a ver pornografia portuguesa (Incesto à Portuguesa) e dou-me conta que aquela película é um grande exemplo do neo-realismo português, provavelmente o maior de todos. É algo extraordinariamente verosímil até chegar à parte do sexo onde não há verosimilhança que o valha seja ele de que tipo for. Parece-me que o que me rodeia, as pessoas, as coisas, os bichos e até coisas inexistentes como a bolsa de valores e pessoas inteligentes nos cursos de letras, são como um filme pornográfico onde abunda a superficialidade, diálogos pouco trabalhados e preambulares, gente a querer parecer um objecto sexual; se juntarmos sexo a uma viagem pela rua augusta, a um diálogo com os nossos colegas de trabalho ou até mesmo, com desconhecidos nos transportes públicos, dá um filme pornográfico português.

Sem comentários: